Linux: ENTENDENDO A ESTRUTURA DOS DIRETÓRIOS

 ENTENDENDO A ESTRUTURA DOS DIRETÓRIOS 


Acredito que todos que estão lendo este texto migraram assim como eu  do sistema operacional janelas "windows" , você navegava nas pasta users , temp , disco local c , onde a maioria dos usuários nem chegava perto e se achava o expert , quando abriu o sistema de arquivos do linux ficou pensando , o que é isso ??

Pois bem hoje vamos fazer uma review dessa estrutura ,

segue-se abaixo:


Linux: ENTENDENDO A ESTRUTURA DOS DIRETÓRIOS




  • / - Diretório Root


O / é  o root ou, em português, a raiz. Como o nome indica este é o diretório raiz do seu sistema Linux. É aqui que encontrará todos os restantes diretórios e todos os dados que se encontram em seu sistema. Até mesmo um CD/DVD, disco externo ou qualquer outro periférico se encontra dentro da raiz do sistema

  • /bin/ - Binários essenciais


O /bin/ é o diretório onde ficam guardados ficheiros binários que têm de estar acessíveis a todos os usuários do sistema. Estes ficheiros binários não são mais do que programas que o próprio sistema inicia de forma autónoma e independente do usuário que utiliza o sistema. Outros programas que pertençam a um usuário específico podem estar no diretório /usr/bin/. O diretório /sbin, quando exista, pode cumprir a mesma função do /bin.

  • /dev/ - Arquivos de dispositivos

O /dev/ é o diretório onde ficam ficheiros especiais associados aos dispositivos do sistema. Estes ficheiros são especiais porque representam os dispositivos do sistema. Por exemplo, um disco rígido do sistema aparecerá como /dev/sda. Muitos dos ficheiros encontrados no /dev/ não são mais do que ficheiros virtuais que na realidade podem nem existir. Por exemplo, o /dev/null não é mais do que um pseudo ficheiro que não produz qualquer output e descarta automaticamente todo o input que recebe. Ou seja, converte qualquer input em nada ou null. Outro exemplo de pseudo ficheiro é o /dev/random que não faz mais do produzir um número aleatório. Repare que tanto o /dev/random, como o /dev/null se enquadram mais na categoria de dispositivos, pois executam uma tarefa específica. São portanto dispositivos virtuais.


  • /etc/ - Ficheiros de configuração

O /etc/ é o diretório onde se encontram todos os ficheiros globais de configuração do sistema. Na sua grande maioria estes ficheiros podem ser editados com recurso a um simples editor de texto. Repare que neste diretório encontra ficheiros de configuração do sistema e não de um usuário em específico. Os ficheiros de configuração de um utilizador específico encontram-se no ficheiro home de cada usuário nas pastas ocultas , para ver-las é só apertar ctrl h.

  • /home/ - Arquivos dos usuários

O /home/ é o diretório onde encontramos um arquivo por cada usuário existente no sistema.
Sempre que adicionamos um novo user ao sistema, por exemplo com o nome usuário2 no diretório /home/ é criado um arquivo para este usuário, aparecendo como /home/usuário2/. Neste caso, dentro do arquivo usuário2 ficarão todos os ficheiros de configurações específicas para aquele user, bem como todos os seus ficheiros de dados.


  • /lib/ - Bibliotecas partilhadas e módulos Kernel


O /lib/ é o diretório onde estão armazenadas as bibliotecas partilhadas no sistema. Estas bibliotecas podem variar consoante a Distribuição utilizada e podem ser, por exemplo Bibliotecas de linguagens como perl, python, C, entre outras. É também neste diretório que estão os módulos do Kernel do Sistema Operativo.

  • /mnt/ - Pontos de montagem temporários

O /mnt/ é o diretório onde podemos encontrar pontos de montagem temporários, ou seja, é aqui que são criados os ficheiros especiais associados aos dispositivos do sistema temporários. Estes dispositivos podem diversos dispositivos como CD/DVD, USB, etc. Apesar de este ser o diretório padrão para a montagem de dispositivos temporários, é possível montá-los em outras localizações do sistema de ficheiros.

  • /proc/ - Arquivos de processos

O /proc/ é o arquivo onde se encontram ficheiros especiais associados aos processos do sistema. Estes ficheiros são especiais porque representam os processos em funcionamento no sistema. Por exemplo, haverá um ficheiro que fornece informação sobre o funcionamento do processador, ou sobre outras operações que ocorram no sistema.


/root/ - Diretório raiz do Super User Root

O /root/ é o arquivo home do root, o Super User de sistema. Este diretório não é a mesma coisa que a raiz do sistema / , de onde descendem todos os restantes diretórios. Trata-se sim de um diretório dedicado ao usuário root , como o home do user comum.


  • /sbin/ - Binários de sistema

O /sbin/ é o diretório destinado aos ficheiros binários que são utilizados pelo Super Utilizador root e para administração do sistema. Pode-se dizer que este diretório é semelhante ao /bin/ , mas com a particularidade de serem programas que normalmente não serão utilizados por usuários comuns. Este diretório pode não existir num sistema e pode também substituir o diretório /bin/ .

  • /tmp/ - Ficheiros temporários

O /tmp/ é o diretório onde encontramos os ficheiros temporários do sistema. Estes ficheiros são normalmente gerados pelo sistema e como o nome indica, permanecem no sistema durante um período limitado de tempo. Por exemplo, sempre que instalamos um programa, este utiliza o diretório /tmp/ para colocar ficheiros que serão necessários durante a instalação, mas que não voltarão a ser necessários.

  • /usr/ - Programas e aplicações dos usuários

O /usr/ é o diretório onde estão ficheiros e programas utilizados pelos usuários existentes no sistema. No caso dos programas, no diretório /usr/bin ficam todas as aplicações que não são essenciais ao sistema e, por conseguinte, não se encontram no diretório /sbin/ ou /bin/ . No caso dos programas que ficam no diretório /usr/bin/ as bibliotecas associadas a estes sistemas ficam localizadas no diretório /usr/lib/ .

  • /var/ - Ficheiros e dados variáveis


   O /var/ é o diretório onde ficam diversos ficheiros de dados vindos das   contas de usuários Este pode ser visto como um diretório “eco” do que acontece no diretório /usr/, pois estes últimos têm permissões de somente leitura, pelo que os registos de tudo o que acontece, ou seja, os logs são escritos no /var/. É também neste diretório que são colocadas bases de dados locais pertencentes a programas instalados pelos usuários.


  • /boot/ - Ficheiros de arranque do sistema


O /boot/ é o diretório onde se encontram variados ficheiros necessários ao arranque do sistema operativo. É neste diretório, por exemplo, que podemos encontrar os ficheiros Boot Loaders, responsáveis por gerir o arranque do sistema. Regra geral, não é aconselhável alterar o conteúdo deste diretório e as próprias configurações dos Boot Loaders não se encontram neste diretório mas sim no /etc/ .


  • /lost+found/ - Perdidos e achados do sistema


O /lost+found/ é o diretório que serve precisamente para o que o seu nome indica. Perdidos e Achados. Se, por alguma razão, o seu sistema sofrer um crash e for encerrado inesperadamente, da primeira vez que iniciar o sistema após este evento, ele iniciar será averiguar o sistema e todos os ficheiros ou fragmentos encontrados serão colocados no /lost+found/. Este procedimento permite que os usuários consigam recuperar o máximo de informação possível após uma falha de sistema.

  • /run/ - Arquivos de aplicações

O /run/ é um diretório considerado recente, uma vez que não existe desde sempre como outros referidos. Neste diretório ficam ficheiros com informações necessárias para que um determinado programa ou processo possa ser executado. Digamos que é uma área de trabalho que os programas do sistema podem usar.

Espero que tenha esclarecido algumas coisas para você  e bom estudo no linux , precisando conte conosco.

Comentários :

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Excelente explicação, uma das mais completas que já vi, obrigado pelo conhecimento compartilhado, sou novo no mundo linux e realmente é muito legal conhecer esses diretórios, eu achava um bicho de 7 cabeças, mas agora ficou fácil e me abriu portas profissionais no trabalho.

    Uma vez eu instalei java no linux e ele foi para /usr/java e agora entendi o pq, mas em outra distro instalei um programa chamado xampp e ele foi para /opt/lampp li que o diretório /opt é usado para software não-padrão na distribuição e fica aqui esse adendo para somar.

    Uma vez no trabalho perguntaram se alguém sabia um comando para listar os usuarios do sistema e um colega disse:

    #cat/etc/passwd,

    Aí a pessoa reclamou que tinha muita informação e que ela só quera saber os usuarios cadastrados manualmente sem ser usuários criados pelo sistema, aí disseram que poderiam filtrar para resumir a informação com a expressão:

    # cat /etc/passwd | cut -d: -f1

    Eu na minha inocência disse: a gente pode listar os usuários com:

    #ls /home

    Era o que queriam, ganhei um elogio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apareca mais vezes sempre temos novas informações

      Excluir
  3. Excelente artigo. Parabéns por escrever algo tão sucinto e explicativo.
    Certamente irá ajudar a muitos...

    ResponderExcluir

Postar um comentário